Dia Nacional de Visibilidade Lésbica

123Olá!
Eu passei o dia todo pensando em como manifestar meu apoio às lésbicas no dia de hoje (Dia Nacional de Visibilidade Lésbica) de uma maneira que eu permaneça na minha posição de ajudante e não protagonista na luta.
Então, acho que o melhor jeito é trazer à memória de todxs aqui o que nós, homens, fazemos de errado quando o assunto é HOMOSSEXUALIDADE/HOMOAFETIVIDADE FEMININA.
Dentro dessa esfera LGBT, as mulheres lésbicas(as bissexuais também) sofrem com um problema que se destaca dos demais: uma “aceitação” da sua relação homossexual/homoafetiva na sociedade.
Bem, quero enfatizem as aspas, já que essa aceitação é completamente falsa e conveniente.
É de conhecimento geral que vivemos em uma sociedade patriarcal, falocrática, misógina e machista. Por isso, não podemos esperar que todxs aceitem facilmente e apoiem alguma atitude que quebre esse padrão.
O que ocorre é que, culturalmente, o homem é ensinado que as mulheres nasceram para lhe fornecer prazer sexual. E aí, quando ele nota duas (ou mais) mulheres lésbicas se beijando, ele usa um discurso de “aceitação”, mas logo depois demonstra seus verdadeiros interesses.
É fácil lembrar de frases como: “posso brincar também?”, “nossa, mas isso é muito lindo!”, “isso, beija ela, vai…”, “Nossa, só faltou eu no meio” entre outras tantas.
Isso quando o homem não se acha no direito de chegar agarrando, passando a mão…
Aaaaah, vale lembrar que essa situação é muito mais recorrente com mulheres que eles chamam de “femininas”. Mulheres de cabelo curto, de curvas não acentuadas, que usam roupas que a sociedade rotula como “masculinas”, mulheres sem maquiagem e de atitude mais imponente sofrem com a discriminação sem nenhum tipo de máscara ou rodeio.
Mulher lésbica, NÃO ACEITE qualquer tipo de intromissão masculina na sua relação. Isso é demonstração de preconceito!
Esse é o recado do Clay em apoio à Visibilidade Lésbica. Deixo aqui a minha pasta de combate a Homofobia da Exnel à disposição de qualquer ato de Visibilidade Lésbica nos Encontros de Estudantes de Letras.
Ah, aproveitando a oportunidade, deixo aqui uma recomendação de filme com a temática Lésbica com mulheres negras protagonizando:
o filme chama-se Pariah e conta a história de uma adolescente lésbica e sua rotina de preconceito na família, unida aos amores que ela encontra no caminho.
http://megafilmeshd.net/pariah/
BEIJOS E ABRAÇOS, GENTE!

Clay Silva
Pasta Nacional de combate à homofobia
Gestão 2014/2015

Anúncios

Sobre Exnel

A Executiva Nacional dos Estudantes de Letras (ExNEL) é a entidade que representa @s estudantes de Letras no Brasil. A ExNEL organiza anualmente o Encontro Nacional dos Estudantes de Letras (ENEL), que possui em sua Plenária Final o maior fórum de deliberação do Movimento dos Estudantes de Letras (MEL). Além do ENEL, a executiva organiza encontros regionais (cinco por ano, um em cada região), encontros estaduais, os conselhos de entidades (Centros e Diretórios Acadêmicos), o CONEL (Conselho Nacional dos Entidades de Letras) e os conselhos regionais. A entidade busca, por seus encontros e fóruns, organizar os estudantes nacionalmente, chamá-los a discutir pautas específicas e se organizar na luta por uma universidade publica, de qualidade, e poder fazer da sociedade um lugar melhor, para os estudantes de Letras e todos os indivíduos.

Publicado em agosto 30, 2014, em Uncategorized e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Os comentários estão desativados.